quinta-feira, novembro 16, 2006

Complainte de la Butte.

- Cara, quando você chega perto da decrepitude, ela se torna a coisa que você mais abomina desde então. Mas digo, você chegar perto da decrepitude, e não assistir à dos outros.
- Parece que o amor chegou aí.
- Eu não estava lá, mas eu vi, o amor me chegar, o amor próprio. Cara, nada tem um preço tão alto. Prefiro não ser tão altivo a ter que pagar com a decrepitude por saltos altos imorais, imaturos e altos demais, hormonais da juventude. Saltemos!, mas com uma gota de cautela, uma mínima que seja.
- Parece que você está em processo de resfriamento.
- De fato, tenho lido biografias. Não, cara, não quero ser como eles. E você sabe disso comparando o início das biografias que lê com as tardes ébrias que vive, com as segundas-feiras solitárias de discos e bebidas. Percebe que o fim se aproxima quando você ainda não tem barba na cara direito, e já se vê na iminência de ir a um prostíbulo. Considerando ter vivido toda a infância e a pré-adolescência achando o recurso do prostíbulo como o mais feio e desnecessário de todos. Após ter feito juramentos de que jamais faria assim.
- Cara, você já foi ao inferno e voltou?
- Mais ou menos. E descobri que ainda há muito tempo. Talvez o inferno tenha me esterilizado.
- Mas você não virou crente não, virou?
- Porra, que isso, longe de mim! Tomo cerveja, ainda, faço orgias, pulo muros e movo mares em busca delas, les femmes. Mas, descobri que as coisas têm limites e horário marcado para acontecerem. Talvez aos cinqüenta tudo cesse.
- Como assim?
- Ah, não sei como dizer; qualquer tentativa pareceria uma pretensão metafísica minha, e também não quero pagar esse preço, não discuto metafísica.
- Você acha que é importante discutir metafísica?
- Um pouco, mas eu não me acho apto a discuti-la. Talvez a ouvi-la.
- Que revolução!
- Obrigado.
- Vomitar numa quarta-feira sozinho em casa é pavoroso?
- Absolutamente.
- Você já fez isso?
- Espero que não.

1 Comments:

Blogger Guilherme said...

De onde sacou esse fruto quase sagrado, irmão?

heheh!

7:47 PM  

Postar um comentário

<< Home